Open Journal Systems

A práxis filosófica no Proeja: reflexões sobre as relações sociais capitalistas e a formação humana integral

Eliesér Toretta Zen, Edna Castro de Oliveira

Resumo


Este trabalho resulta de pesquisa concluída que teve como objetivo analisar a práxis filosófica de estudantes e docentes de uma turma do Curso de Segurança do Trabalho (CST) a partir do exercício crítico sobre as relações sociais capitalistas, como atitude filosófica que integra as dimensões técnica e humanística da formação humana. O problema investiga a constituição de uma práxis filosófica em algumas disciplinas de uma turma do CST e as possibilidades desta se configurar como espaço de desenvolvimento da formação humana integral de estudantes e professores. O aporte teórico teve no materialismo histórico-dialético suas bases por meio de diálogos entre Marx, Gramsci e Freire. A opção metodológica assumida foi pela pesquisa participante que envolveu o pertencimento à comunidade e o diálogo entre os sujeitos. Participaram 12 alunos e sete docentes de uma turma do CST nos períodos de 2014/2 e 2015/1; duas alunas do último período, totalizando assim 14 alunos e sete docentes. Os resultados revelaram que, por meio da práxis filosófica, os sujeitos exercitaram o diálogo crítico acerca das desigualdades sociais. Revelou que a práxis filosófica, só conseguiu realizar a dimensão integradora entre as áreas de conhecimento, porque a filosofia é fundamento e guia da ciência, ao mesmo tempo, em que é guiada por ela. Explicitou a relação dialética entre filosofia e ciência, entre o pensamento e ação, contribuindo para um processo de formação humana integral no Proeja.

Palavras-chave


Práxis filosófica, Relações sociais capitalistas, Proeja, Formação humana integral.

Texto completo:

PDF