DA IMAGEM DA MULHER IMPOSTA PELA MÍDIA COMO UMA VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

Cynthia Semíramis Machado Vianna

Resumo


O padrão de beleza feminina foi modificado radicalmente durante o século vinte, mediante a divulgação do corpo feminino pelos meios de comunicação. Essa mudança, longe de ser favorável às mulheres, mostrou-se uma violência psicológica, tendo em vista a imposição de uma estética voltada para corpos extremamente magros, jovens e europeizados, sendo que tais características são incompatíveis com a aparência da maioria das mulheres. Para reverter este quadro, é fundamental alterar a discussão sobre a imagem feminina, tirando-a da esfera do reforço de auto-estima e transferindo-a para a esfera dos direitos humanos. Essa perspectiva é necessária porque a imagem feminina divulgada pela mídia é discriminatória, irreal, não contempla a diversidade da população feminina, é pouco saudável e prejudicial ao desenvolvimento adequado de crianças e adolescentes, sendo todas essas situações vedadas em inúmeros tratados de direitos humanos.

Palavras-chave


Imagem feminina; Mídia; Discriminação; Violência psicológica; Feminismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rfdufpr.v43i0.6991

Revista da Faculdade de Direito UFPR. ISSN: 0104-3315 (impresso) 2236-7284 (eletrônico).