Open Journal Systems

TENTATIVA DE SUICÍDIO EM MULHERES PRIVADAS DE LIBERDADE EM UNIDADE PRISIONAL

Mariana Farias, Mariluci Alves Maftum, Manuela Kaled, Aline Cristina Zerwes Ferreira, Rafael Haeffner, Fernanda Carolina Capistrano, Lillian Andressa Zanchetinn

Resumo


Objetivo: descrever as ocorrências e os fatores associados à tentativa de suicídio em mulheres privadas de liberdade em uma unidade prisional.

Método: estudo transversal, em unidade prisional do Paraná - Brasil, com 30 mulheres, com dados coletados em 2022, através dos instrumentos Columbia-Suicide Severity Rating Scale e outro elaborado pelas autoras e analisados descritivamente e inferencialmente.

Resultados: durante a vida, 16 (53,3%) mulheres apresentaram comportamentos suicidas; 14 (46,7%) fizeram tentativas efetivas de suicídio; 14 (46,7%) tiveram danos físicos; e 10 (33,3%) atos preparatórios. A tentativa efetiva de suicídio teve associação com pensamentos suicidas antes da prisão (p <0,01) e pensamentos durante a prisão (p< 0,02).

Conclusão: histórico anterior de ideação influenciaram na tentativa de suicídio. Assim, importa avaliar comportamentos suicidas na admissão e permanência de mulheres privadas de liberdade. Este estudo contribui para diminuir a lacuna na produção científica brasileira dessa temática com essa população.


Palavras-chave


Enfermagem; Prisões; Mulheres; Suicídio; Tentativa de Suicídio.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/ce.v29i0.92132