Open Journal Systems

ADOLESCENTES A VIVENCIAR O CANCRO PARENTAL: UM ESTUDO QUALITATIVO

Ana Filipa Domingues Sousa, Diana Gabriela Simões Marques Santos, Maria Margarida da Silva Reis dos Santos Ferreira, Maria de Lurdes Lopes de Freitas Lomba

Resumo


Objetivo: analisar necessidades dos adolescentes vivenciando o cancro parental.

Método: estudo qualitativo exploratório e descritivo. Coleta de dados foi realizada através de entrevistas semiestruturadas em 2021. Amostra de conveniência foi composta por adolescentes dos 14-19 anos, com pais com doença oncológica na fase de tratamento, acompanhados em um hospital oncológico português. Tratamento de dados foi realizado com recurso à análise de conteúdo.

Resultados: da análise das 13 entrevistas, emergiram cinco domínios: Confronto com a doença; Conhecimento sobre a doença; Experiências anteriores com a doença oncológica; Vivência do cancro parental; e Alterações somáticas. Os resultados evidenciam que os adolescentes vivenciando cancro parental apresentam necessidades emocionais, educacionais e psicossociais.

Conclusão: este estudo permitiu conhecer as necessidades dos adolescentes, compreendendo as dificuldades sentidas e os desafios que a experiência acarreta. Os resultados permitirão sustentar o desenho de um programa de intervenção de enfermagem para a díade que vivencia o cancro parental.


Palavras-chave


Adolescentes; Pais; Neoplasias; Enfermagem; Pesquisa Qualitativa.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/ce.v29i0.92045