Open Journal Systems

CULTURA DE SEGURANÇA DO PACIENTE EM SERVIÇOS DE ALTA COMPLEXIDADE NO CONTEXTO DA PANDEMIA COVID-19

Luana Elaine Haas, Mari Ângela Gaedke, José Augustinho Mendes Santos

Resumo


Objetivo: avaliar a cultura de segurança do paciente em unidades de alta complexidade de um hospital de ensino em tempos de pandemia.

Método: delineamento transversal, realizado nas unidades de pronto atendimento e terapia intensiva em 2021. Utilizou-se o instrumento autoaplicável Hospital Survey on Patient Safety Culture com 103 profissionais da equipe multiprofissional. Foram realizadas análises descritivas e de consistência do instrumento.

Resultados: apresentaram-se, como área forte para cultura de segurança do paciente, as dimensões de trabalho em equipe na unidade (79,5%) e expectativas e ações do supervisor/chefia para a promoção da segurança do paciente (73,6%), enquanto que nas áreas frágeis, destacaram-se as dimensões resposta não punitiva ao erro (37,9%) e transferências internas e passagem de plantão (31,8%). Observou-se predominância de subnotificações de eventos adversos (53,5%).

Conclusão: setores críticos, mesmo durante a pandemia apresentaram áreas fortalecidas, embora o receio da punição e problemas quanto às transferências de informações tenham sido destacados pelos profissionais.


Palavras-chave


Segurança do Paciente; Cultura Organizacional; Cuidados Críticos; Pesquisa Interdisciplinar; COVID-19.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v27i0.83942