DESENVOLVIMENTO DE LESÃO POR PRESSÃO E COMPLEXIDADE ASSISTENCIAL EM PACIENTES DE UM SERVIÇO DE EMERGÊNCIA

Luzia Célia Batista Soares, Drieli Oliveira Silva, Juliana Xavier Pinheiro da Cunha, Patrícia da Silva Pires, Luiz Gustavo Vieira Cardoso

Resumo


Objetivo: avaliar o desenvolvimento de lesão por pressão e sua associação com a complexidade assistencial em pacientes atendidos em um serviço de emergência.

Método: estudo de coorte prospectiva, observacional, realizado de agosto a outubro de 2020, com pacientes atendidos em uma unidade de emergência de um hospital público do Sudoeste da Bahia - BR. Para coleta de dados utilizou-se formulário próprio, Escala de Braden e Instrumento de Classificação de Perroca. Os dados analisados por análise descritiva e teste de qui-quadrado de Pearson.

Resultados: a amostra foi constituída de 225 pacientes. A incidência de lesão por pressão foi de 9,3%. Acometendo principalmente mulheres (61,9%), em cuidados intermediários (57,1%) e semi-intensivos (42,9%). Houve associação entre complexidade assistencial e o desenvolvimento de lesão por pressão (p<0,001).

Conclusão: destaca-se a importância da avaliação da complexidade assistencial dos pacientes atendidos nos serviços de emergência para proporcionar um cuidado seguro e reduzir eventos adversos.


Palavras-chave


Lesão por Pressão; Enfermagem em Emergência; Segurança do Paciente; Avaliação em Enfermagem; Cuidados de Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v27i0.82550 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133