Open Journal Systems

PERCEPÇÃO DE ENFERMEIROS FRENTE À PROMOÇÃO DA AUTONOMIA DOS IDOSOS NO CONTEXTO DA COVID-19: ESTUDO DESCRITIVO CORRELACIONAL

Andreia Maria Novo Lima, Maria Manuela Ferreira da Silva Martins, Maria Salomé Martins Ferreira, Francisco Sampaio, Soraia Dornelles Schoeller, Vítor Sérgio Oliveira Parola

Resumo


Objetivo: identificar e comparar a percepção dos enfermeiros de cuidados gerais e enfermeiros especialistas sobre o desenvolvimento de intervenções promotoras da autonomia dos idosos. Método: estudo descritivo-correlacional, transversal. Foi aplicada aos enfermeiros portugueses a Escala de Autoavaliação da Promoção da Autonomia dos Idosos, em setembro e outubro de 2020. Resultados: a amostra foi composta por 356 enfermeiros, especialistas e generalistas. Todos tiveram a percepção de promover a autonomia dos idosos, com menos visibilidade no desenvolvimento de intervenções de atividades instrumentais de vida diária. Os enfermeiros especialistas percebem promover mais a autonomia dos idosos, através do desenvolvimento de intervenções físicas e cognitivas (p<0,01), de intervenções de atividades instrumentais de vida diárias (p<0,05) e da capacitação do cuidador (p<0,05). Conclusão: este estudo permitiu enfatizar a potencial relevância do desenvolvimento de intervenções promotoras da autonomia dos idosos, assim como a importância da consciencialização dos enfermeiros para a sua realização.


Palavras-chave


Assistência ao Paciente; Autonomia Pessoal; Promoção da Saúde; Enfermeiros; Especialidades de Enfermagem

Texto completo:

PDF PDF (English)