Open Journal Systems

IDOSOS A CUIDAR DE IDOSOS: UM DESAFIO À ORGANIZAÇÃO DOS CUIDADOS DOMICILIÁRIOS

Maria da Conceição Saraiva da Costa Bento, António Salgueiro Amaral, Abel Paiva e Silva

Resumo


Objetivo: conhecer quais os cuidados de enfermagem que as pessoas dependentes no autocuidado, que vivem em suas casas, necessitam, e quem lhes presta esses cuidados e com que frequência. 
Métodos: estudo observacional, quantitativo, descritivo, realizado na região central de Portugal. Amostra constituída por 130 pessoas dependentes no autocuidado, admitidas para cuidados no domicílio nas Equipes de Cuidados Continuados de um Agrupamento de Centros de Saúde da Região Centro de Portugal, entre julho de 2019 e março de 2020. Os dados foram analisados a partir dos resultados da estatística descritiva e inferencial.
Resultados: cuidadores com mais de 75 anos foram prevalentes, 15,6% com mais de 80 anos, são mulheres e cônjuges, não apresentando, em muitos casos, capacidade para assegurar os cuidados necessários ao dependente.
Conclusão: o estudo revela a necessidade de se pensar em estratégias que permitam uma oferta de cuidados profissionais, de modo a reduzir as omissões de assistência.


Palavras-chave


Enfermagem; Idoso; Autocuidado; Assistência Domiciliar; Cuidador Familiar.



DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.79093