ASSOCIAÇÃO DA LESÃO RENAL AGUDA COM DESFECHOS CLÍNICOS DE PACIENTES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

David da Silva Santos, Joana Ingrid Barbosa da Silva, Ingrid Almeida de Melo, Cleidinaldo Ribeiro de Goes Marques, Hilton de Lima Ribeiro, Eduesley Santana Santos

Resumo


Objetivo: avaliar a associação da Lesão Renal Aguda com os desfechos clínicos dos pacientes em Unidade de Terapia Intensiva.
Método: trata-se do recorte de dados de coorte com visão prospectiva, realizada em uma unidade intensiva privada na capital sergipana entre outubro de 2018 e julho de 2019. A amostra foi por conveniência e não probabilística. Os dados foram analisados com os testes de Kolmogorov-Sminorv; exato de Fisher e t-Student através do Statistical Package for the Social Sciences.
Resultados: participaram do estudo 100 pacientes, 29% apresentaram Lesão Renal Aguda, sendo 62,1% destes do sexo masculino e com 70±16 anos. Foi evidenciada associação da injúria com infecção (p=0,018), ventilação mecânica por mais de 48 horas (p=0,016), morte (p=0,010) e lesão por pressão (p=0,037).
Conclusão: O estudo contribuirá para identificação precoce da lesão renal, promovendo auxílio no planejamento do plano para reduzir as complicações da doença.


Palavras-chave


Unidades de Terapia Intensiva; Lesão Renal Aguda; Epidemiologia; Incidência; Pacientes.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.73926 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536