QUALIDADE DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM: DIFERENÇAS EM HOSPITAIS DE PORTUGAL E TURQUIA

Maria Manuela Ferreira Pereira da Silva Martins, Letícia de Lima Trindade, Aysun Türe Yilmaz, Nilufer Demirsoy, António Carlos Lopes Vilela, Olga Maria Pimenta Lopes Ribeiro, Carla Marina Gomes Pereira

Resumo


Objetivo: analisar a percepção dos enfermeiros acerca das atividades que contribuem para a qualidade dos cuidados de enfermagem em serviços hospitalares portugueses e turcos.
Método: estudo multicêntrico, quantitativo, transversal, realizado em um hospital de cada país, envolvendo 211 enfermeiros de cada cenário. Utilizou-se a Escala de Percepção das Atividades de Enfermagem que Contribuem para a Qualidade dos Cuidados. Realizado de agosto de 2017 a março de 2018.
Resultados: verificou-se que os enfermeiros portugueses tiveram médias mais elevadas em todos os domínios, exceto nas atividades relativas à continuidade de cuidados, ao sistema de registros e no conhecimento das políticas institucionais. Os achados sinalizam aspectos que carecem de investimentos.
Conclusão: as percepções dos enfermeiros, mesmo em países diferentes, demonstram um perfil profissional específico que reforça a utilidade da conceptualização nesta área do conhecimento como um contributo para o bem-estar e promoção da saúde dos indivíduos.


Palavras-chave


Qualidade da Assistência à Saúde; Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde; Prática Profissional; Cuidados de Enfermagem; Administração de Serviços de Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.73262 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133