FORTALECENDO A ARTICULAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL MUNICIPAL SOB A PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR

Mislene Beza Gordo Sarzana, Francine Lima Gelbcke, Gisele Cristina Manfrini Fernandes, Ana Izabel Jatobá de Souza, Jeferson Rodrigues, Mario Bruggmann

Resumo


Objetivo: elaborar estratégias de fortalecimento para articulação dos serviços municipais que compõem a rede de atenção psicossocial.
Método: pesquisa participante, de abordagem qualitativa, realizada em março e abril de 2019 em um município do sul do Brasil. A coleta de dados envolveu análise documental, questionário e grupo focal. Amostra composta por treze profissionais da Atenção Básica, Núcleo Ampliado Saúde da Família, Policlínica Municipal, Centro de Atenção Psicossocial e Hospital Geral. Análise dos dados de acordo com Minayo, elaboradas as estratégias através da triangulação dos dados.
Resultados: potencialidades e fragilidades encontradas no cotidiano profissional, organização e articulação da rede, e estratégias para fortalecê-la. Dentre as estratégias elaboradas, destacam-se a necessidade do matriciamento nos serviços de saúde, capacitação, empoderamento dos profissionais.
Conclusão: A literatura é escassa sobre as estratégias para articulação da rede, recomendando-se novos estudos. A atual pesquisa mostra a importância e inevitalidade da articulação, contribuindo na melhora da prática.


Palavras-chave


Saúde Mental; Serviços de Saúde Mental; Transtornos Mentais; Sistema Único de Saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.71272 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536