UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA TELEDUC NO ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS EM UM CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM: A BUSCA PELA EXCELÊNCIA

Paulo Celso Prado Telles Filho, Silvia Helena De Bortoli Cassiani

Resumo


As exigências do mercado de trabalho, no que diz respeito
à administração de medicamentos, são crescentes. Há
consenso entre pesquisadores e profissionais envolvidos
com a enfermagem que o conhecimento ocupa papel de
destaque entre essas exigências. Entretanto, pesquisas
apontam a existência de déficits de conhecimento do
enfermeiro em questões essenciais para a administração de
medicamentos segura. O objetivo geral deste estudo foi
descrever a utilização da Plataforma Teleduc, no ensino da
administração de medicamentos, junto a alunos de um Curso
de Graduação em Enfermagem. Como objetivos específicos
citam-se: descrever o ciclo de criação do módulo
“Administração de medicamentos”; implementá-lo junto aos
alunos citados e proceder ao acompanhamento e avaliação
destes alunos bem como do módulo. Tratou-se de estudo
descritivo no qual a amostra foi composta por 25 discentes
matriculados na Disciplina “Fundamentos de enfermagem
para o processo do cuidar II” da qual o módulo fez parte.
Seguiu-se o seguinte ciclo de criação para o módulo:
levantamento dos objetivos, organização do conteúdo,
seleção da mídia, criação das aulas, as quais se intitularam:
Aspectos farmacológicos, orientações de enfermagem e
fontes de informação para a segurança na administração de
medicamentos; Preparo do material para a administração
de medicamentos injetáveis; Administração de
medicamentos via intradérmica; Subcutânea; Intramuscular
e Endovenosa, bem como o acompanhamento da evolução
do aluno e do módulo. Procedeu-se a uma avaliação, a qual
foi composta por 10 especialistas, seguindo-se um estudo
piloto, no qual participaram 5 alunos. Após a realização
das correções apontadas o módulo foi implementado no
período de 01/08 a 18/10/2005. Destaca-se que o mesmo
foi composto por 6 aulas a distância, 4 encontros presenciais
e 5 períodos para treinamento em laboratório de
enfermagem, totalizando 50 horas. A estratégia de ensino
foi realizada através da seguinte seqüência: acesso ao
conteúdo das aulas, resolução dos exercícios, bate-papos e
fóruns de discussão. Como resultados destacaram-se 501
acessos ao conteúdo, 682 aos exercícios, 164 aos bate-papos
e 111 acessos aos fóruns de discussão, somando 1458
acessos, ou seja 58,32 acessos por aluno e a nota final
apresentando média de 8,76. Em relação à avaliação do
módulo, destacou-se enquanto aspectos positivos a
disposição do conteúdo, o desempenho do instrutor, bem
como as imagens, que demonstravam estreita relação com
o conteúdo. Enquanto aspectos negativos citou-se a
dificuldade de acesso ao módulo em domicílio e problemas
com o laboratório de informática. O desafio de desenvolver
esse módulo e implementá-lo na disciplina evidenciou o
quão positiva foi a união entre a educação a distância,
recursos tecnológicos e a temática da administração de
medicamentos.

Palavras-chave


Educação à distância; Enfermagem; Medicamentos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v11i2.6882 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536