COPING RELIGIOSO/ESPIRITUAL: UM ESTUDO COM FAMILIARES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO

Rosangela Garcia Jaramillo, Pedro Sadi Monteiro, Moema da Silva Borges

Resumo


Objetivo: identificar o estilo de coping religioso-espiritual utilizado entre familiares de crianças e
adolescentes em tratamento quimioterápico.
Método: estudo descritivo quantitativo. Os dados foram coletados com 63 familiares cuidadores
em um hospital pediátrico no Distrito Federal, com um questionário para caracterização da amostra
e a escala coping religioso/espiritual. Na análise utilizou-se os programas Statistical Package for the
Social Sciences versão 16.0 e Microsoft Excel 2013.
Resultados: o valor do coping religioso/espiritual total obtido foi de 3,7. A média de coping religioso/
espiritual positivo foi de 3,4 e negativo foi de 2. A razão coping religioso/espiritual negativo/coping
religioso/espiritual positivo foi de 0,6 com direcionamento do uso do coping religioso/espiritual
para as estratégias negativas.
Conclusão: os familiares cuidadores utilizaram o coping religioso-espiritual empregando tanto
estratégias positivas quanto negativas, com predomínio das estratégias negativas. Esses resultados
fundamentam a assistência de enfermagem associando as competências para o cuidado da
dimensão física às necessidades espirituais de toda a unidade familiar.


Palavras-chave


Adaptação psicológica; Religião; Espiritualidade; Cuidador; Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.62297 ';



URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133