SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS PELO HOMEM ACERCA DA RELAÇÃO ENTRE O TABAGISMO E O ADOECIMENTO POR CÂNCER

Luana Valentim Monteiro, Ítalo Rodolfo Silva, Cleson de Oliveira Moura, Marcelle Miranda da Silva

Resumo


Objetivo: conhecer os significados que o homem atribui acerca do tabagismo e seus riscos relacionados ao desenvolvimento do câncer.
Método: estudo qualitativo, realizado em um instituto especializado na atenção à saúde, no Rio de Janeiro, Brasil. Foram entrevistados 18 homens fumantes e ex-fumantes entre novembro de 2015 e abril de 2016. Utilizou-se a análise de conteúdo na modalidade temática.
Resultados: a falta de conhecimento acerca do tabagismo e a sensação de prazer proporcionada relacionaram-se à maior probabilidade de se iniciar o hábito. O significado atribuído pelos homens sobre a relação com o processo saúde-doença relacionou-se ao histórico familiar ou à vulnerabilidade própria. Mas muitos homens não se sentem preparados para parar de fumar, pela dependência física e psicoemocional.
Conclusão: a cessação do vício pode requerer ajuda profissional. É preciso reconhecer o tabagismo como problema de saúde, desejar parar de fumar e identificar o próprio fator motivacional.


Palavras-chave


Hábito de fumar; Saúde do homem; Enfermagem; Neoplasias; Doença crônica.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.61384 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133