ENSINO EM SERVIÇO DE RESIDENTES DE ENFERMAGEM OBSTÉTRICA NA PERSPECTIVA DA PRECEPTORIA

Gabrielle Parrilha Vieira Lima, Adriana Lenho de Figueiredo Pereira, Luiza Mara Correia

Resumo


Objetivo: descrever o ensino em serviço das residentes de enfermagem obstétrica a partir das
percepções da preceptoria.
Método: pesquisa qualitativa desenvolvida em quatro maternidades públicas do município do Rio
de Janeiro no ano de 2015. Dezesseis enfermeiras obstétricas foram entrevistadas. Aplicou-se o
método hermenêutico-dialético e o processo interpretativo e crítico foi orientado pelos conceitos
pedagógicos de Paulo Freire sobre a formação da consciência crítica.
Resultados: o ensino em serviço da preceptoria ocorre segundo a demanda assistencial e há
fragilidades no diálogo entre a academia e o serviço. As preceptoras valorizam a unidade teóricoprática
e a humanização da assistência. Contudo, não estimulam o pensamento crítico sobre o
contexto assistencial e laboral onde a residência se efetiva.
Conclusão: o ensino em serviço apresenta limites para a formação da consciência crítica nas
residentes sobre a realidade da atenção obstétrica hospitalar.


Palavras-chave


Enfermagem; Enfermagem Obstétrica; Educação em Enfermagem; Preceptoria; Cuidados de Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.59971 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133