EVIDÊNCIAS DA MAMA PUERPERAL POR TERMOGRAFIA: RELATO DE CASO

Anita Batista dos Santos Heberle, Percy Nohama, Sandra Marisa Pelloso

Resumo


Objetivo: analisar a temperatura da mama puerperal utilizando termografia por infravermelho.
Método: estudo realizado no Banco de Leite Humano de um Hospital de Curitiba em 2011. Selecionou-se aleatoriamente uma lactante com ingurgitamento bilateral nos quadrantes externos das mamas, e inspecionou-se a temperatura.
Resultados: encontrou-se um lobo mamário macio com assimetria térmica de 1,5ºC, comparado à região contralateral, mas não se identificou assimetria térmica na temperatura geral entre as mamas.
Conclusão: este caso sugere que assimetria térmica na mama puerperal está relacionada ao volume de leite nos lobos e não a disfunções ou patologias nesses lobos. O estudo abre perspectivas para aprofundamento da compreensão da fisiologia lactacional com a ampliação do grupo amostral avaliado nesta pesquisa. A termografia é uma técnica adequada às lactantes, mas requer sala apropriada, tempo para aclimatação e conhecimento da anatomia mamária.


Palavras-chave


Mama; Aleitamento materno; Enfermagem materno-infantil; Termografia; Lactação.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.57569 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536