CATETER CENTRAL DE INSERÇÃO PERIFÉRICA: MOTIVOS DE REMOÇÃO NÃO ELETIVA E CUSTO DO CONSUMO MENSAL

Vitor Garbin da Silva, Ana Beatriz Mateus Pires, Antônio Fernandes Costa Lima

Resumo


Objetivo: analisar a remoção não eletiva de cateter central de inserção periférica em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal e identificar o custo médio mensal do consumo destes cateteres. Método: pesquisa quantitativa, retrospectiva, realizada em um hospital público de ensino e pesquisa. Foram analisados descritivamente os registros relativos a 101 passagens desses cateteres em 2016. Para subsidiar o custeio, obtiveram-se os custos unitários dos cateteres junto ao Setor de Compras e Almoxarifado do hospital. Resultados: dentre os motivos de retirada não eletiva de 40 (100%) cateteres destacaram-se infecção/sepse (22,50%); obstruções (20%) e rupturas da porção externa do cateter (20%). O custo do consumo de 110 cateteres correspondeu a US$12,915.67 e o custo direto médio mensal a US$1,291.57. Conclusão: conhecer os motivos de remoção não eletiva desses cateteres e o custo do seu consumo pode auxiliar o enfermeiro no processo decisório quanto ao uso racional e efetivo desses dispositivos.


Palavras-chave


Unidades de terapia intensiva; Enfermagem de cuidados críticos; Dispositivos de acesso vascular; Custos e análise de custo; Enfermagem Pediátrica.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i4.57498 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133