USO DE MEDICAMENTOS COM AÇÃO ANTI-INFECCIOSA VIA SONDA GASTROENTERAL: RECOMENDAÇÕES PARA A ENFERMAGEM

Moara Avila de Jesus Moreira, Paula Pereira de Figueiredo, Rosemary Silva da Silveira, Liziani Iturriet Avila, Bárbara Tarouco da Silva, Aline Martins Praxedes Silva

Resumo


Objetivo: apresentar recomendações específicas no preparo e administração de medicações anti-infecciosas via sonda gastroenteral no Serviço de Pronto Atendimento de um Hospital Universitário no Sul do Brasil. Método: estudo quali-quantitativo, descritivo-exploratório e de corte transversal, realizado entre abril e outubro de 2015. Quantitativamente utilizou-se a estatística descritiva e qualitativamente uma revisão não sistemática da literatura, em publicações nacionais e internacionais, a partir da combinação das palavras chave: perfil e medicações via sonda. Resultados: entre 568 prescrições analisadas, houve 143 medicamentos diferentes prescritos, com prevalência da classe de anti-infecciosos (25,9%) e predominância das apresentações sólidas; contudo, 83,3% dos medicamentos apresentavam alguma restrição de uso via sonda mesmo havendo opções de substituição disponíveis, demonstrando necessidade de protocolo assistencial. Considerações finais: entre a maioria das medicações sólidas prescritas via sonda gastroenteral, havia opções de substituição disponíveis, sendo necessária sua substituição por outras apresentações e o seguimento de recomendações específicas pela equipe de enfermagem/saúde.

Palavras-chave


Nutrição enteral; Segurança do paciente; Interações de medicamentos; Interações alimento-droga; Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i4.55166 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133