AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE INDIVÍDUOS COM CARCINOMA BEM DIFERENCIADO DE TIREOIDE PELO WHOQOL-100

Fernanda de Oliveira Furino, Vanessa de Oliveira Furino, Débora Gusmão Melo, Lucimar Retto da Silva de Avó, Victor Hugo Maion, Carla Maria Ramos Germano

Resumo


Este estudo objetivou avaliar a qualidade de vida de pacientes em acompanhamento clínico por carcinoma bem diferenciado de tireoide, por meio do questionário WHOQOL-100. Trata-se de estudo quantitativo realizado entre março de 2015 e março de 2017 em São Carlos, SP, Brasil, descritivo e transversal, que avaliou 280 indivíduos, sendo 70 com carcinoma de tireoide e 210 controles, divididos em ≤45 e >45 anos. Os resultados mostraram que o grupo carcinoma de tireoide ≤ 45 anos apresentou prejuízo nos domínios físico (p=0,0032) e nível de independência (p<0,0001), e melhora no domínio meio ambiente (0,0138). O grupo com carcinoma de tireoide > 45 anos apresentou melhora no domínio meio ambiente (0,0002) e qualidade de vida global (p=0,00146) em relação aos controles. Esses achados, frutos de uma análise abrangente da qualidade de vida de pacientes com carcinoma diferenciado de tireoide, podem contribuir para o entendimento das repercussões da doença e seu tratamento.


Palavras-chave


Qualidade de vida; Neoplasias da glândula tireoide; Tireoidectomia; Inquéritos e Questionários; Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.52038 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133