DEMANDAS DE ATENDIMENTO DE ENFERMAGEM E DE QUALIFICAÇÃO EM ONCOLOGIA NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE

Luciana Martins da Rosa, Ana Izabel Jatobá de Souza, Jane Cristina Anders, Rafela Nunes da Silva, Gabriela Schutz da Silva, Mayara Cristine Fontão

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar as demandas de atendimento e de qualificação em Oncologia dos enfermeiros atuantes na Atenção Básica. Estudo observacional, descritivo, realizado nos Centros de Saúde de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. A coleta de dados ocorreu entre outubro e novembro de 2015. Investigou variáveis relacionadas à formação, tempo de atuação profissional, demanda de atendimento e déficits de qualificação em oncologia. Participaram do estudo 84 enfermeiros; 41 (48,81%) formados há mais de dez anos (12,04±6,99); 46 (54,76%) consideram insuficiente o aprendizado sobre oncologia na graduação e referem ausência de aperfeiçoamento nesta área após a formação. As principais demandas de atendimento e de déficit de qualificação envolvem as neoplasias malignas mais incidentes, o impacto do câncer, as terapêuticas oncológicas e seus efeitos colaterais. Os dados evidenciam que, apesar da experiência na atenção básica, muitos profissionais sentem a necessidade de capacitações que os habilitem ao atendimento especializado e qualificado.


Palavras-chave


Enfermagem; Oncologia; Capacitação profissional; Atenção primária à saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i4.51607 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133