ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO REFERENCIAMENTO E CONTRARREFERENCIAMENTO DE PESSOAS COM AMPUTAÇÃO

Micheli Leal Ferreira, Mara Ambrosina de Oliveira Vargas, Ana Maria Fernandes Borges Marques, Andréa Huhn, Selma Regina de Andrade, Caroline Porcelis Vargas

Resumo


O objetivo foi identificar referenciamentos e contrarreferenciamentos realizados pelos enfermeiros da Rede de Atenção à Saúde, descrevendo sua atuação na assistência à pessoa com amputação. Estudo qualitativo, com coleta de dados realizada por entrevista semiestruturada com 21 enfermeiros dos três níveis de atenção à saúde de Florianópolis. A coleta ocorreu nos meses de abril e maio de 2015. Os dados foram organizados com auxílio do software ATLAS.ti 7.5.6. e analisados com base na técnica da Análise Temática. Emergiram duas categorias: Portas de entrada da pessoa com amputação; O enfermeiro na assistência e as implicações de sua atuação no referenciamento e contrarreferenciamento. Identificou-se como portas de entrada mais procuradas Unidades Básicas de Saúde, serviço de Emergência e o Centro Catarinense de Reabilitação. O foco inicial dos
enfermeiros é oferecer melhor assistência à pessoa com amputação realizando referência e contrarreferência quando necessário.


Palavras-chave


Amputação; Enfermagem; Integralidade em saúde; Assistência à saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.50601 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133