HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS: CORRELAÇÃO ENTRE TEMPO DE USO DO ELETROCAUTÉRIO E TEMPO CIRÚRGICO

Caroline Vieira Claudio Okubo, Renata Perfeito Ribeiro, Júlia Trevisan Martins, Maria Helena Palucci Marziale

Resumo


Objetivou-se identificar concentrações de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos provenientes da fumaça do eletrocautério nas salas operatórias, correlacionando estas concentrações com o tempo de uso do eletrocautério e cirúrgico. Trata-se de um estudo de campo, transversal e quantitativo, realizado em 50 atos cirúrgicos do aparelho digestivo, entre abril e julho de 2015, em hospital universitário no estado do Paraná. Foram coletados hidrocarbonetos por meio de uma bomba de sucção e determinados por cromatografia liquida. Estes compostos foram encontrados com média de 0,0058 mg.m-³ e mediana de 0,0049 mg.m-³. O tempo médio cirúrgico e de uso do eletrocautério foram de 136 minutos e 220,5 segundos, respectivamente. O teste de correlação de Spearman foi de -0,512 entre as variáveis concentrações e tempo cirúrgico e de -0,183 entre as concentrações e tempo de uso do eletrocautério. Conclui-se que existem hidrocarbonetos e há baixa correlação entre a produção destes compostos e tempo de uso do eletrocautério.


Palavras-chave


Exposição ocupacional; Poluentes ocupacionais do ar; Eletrocirurgia; Equipamentos de segurança.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.50115 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133