PUNÇÃO VENOSA PERIFÉRICA GUIADA POR ULTRASSONOGRAFIA: PREVALÊNCIA DE SUCESSO E FATORES ASSOCIADOS

Andrey Maciel de Oliveira, Mitzy Tannia Reichembach Danski, Edivane Pedrolo

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar os fatores associados ao sucesso na primeira tentativa de punção venosa periférica guiada por ultrassonografia em adultos. Estudo transversal analítico em uma unidade de pronto atendimento na região sul do Brasil, entre 1º e 30 de abril de 2015. Os participantes foram submetidos à punção venosa periférica guiada por ultrassonografia. Foram incluídos 97 participantes. A razão de prevalência de sucesso foi 43% maior nas veias visíveis e 128% maior nas veias retilíneas. Não foi encontrada relação significativa entre as variáveis analisadas e a diminuição da prevalência de sucesso na primeira tentativa. A presença de veia retilínea e visível foi o principal fator associado ao sucesso na primeira tentativa.


Palavras-chave


Enfermagem baseada em evidências; Tecnologia biomédica; Pesquisa em enfermagem clínica; Cateterismo periférico; Ultrassonografia.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.49599 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133