Open Journal Systems

O PROCESSO DE ENFERMAGEM NO TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES DO PAPANICOLAOU À LUZ DE DUAS TEORIAS CONVERGENTES: UM EXERCÍCIO DIDÁTICO

Simone Rauchbach Mariotti, Liliana Maria Labronici, Maria de Fátima Mantovani

Resumo


Relato de um exercício acadêmico realizado durante
a disciplina, Vivências na Prática Profissional de Enfermagem,
do curso de mestrado da Universidade Federal
do Paraná, durante o segundo semestre de 2004, em um
hospital de ensino em Curitiba. O objetivo desta experiência
foi implementar o processo de enfermagem na assistência
às mulheres que receberam o resultado do preventivo
do câncer de colo de útero com alterações e se submeteram
ao tratamento. Como referencial teórico, utilizei a teoria
das representações sociais, para fundamentar o conhecimento
do ser humano e a teoria de Imogene King para o processo
de enfermagem. Aliando-se uma teoria proveniente da
Psicologia Social a uma de enfermagem compatível com
este referencial, constatou-se uma convergência possível
entre ambas principalmente nos aspectos que envolvem a
interação humana com seus valores, crenças e que são manifestos
por meio da comunicação.

Palavras-chave


Processos de enfermagem; Teoria de enfermagem; Enfermagem; Psicologia; Neoplasias uterinas; Process of Nursing; Nursing Theory; Nursing; Psychology; Uterine neoplasms; Proceso de enfermería; Teoría de enfermería; Psicología; Neoplasmas uterinos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v10i1.4675