ERROS DE MEDICAÇÃO EM PEDIATRIA E ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO: REVISÃO INTEGRATIVA

Bárbara Monteiro Volpatto, Wiliam Wegner, Luiza Maria Gerhardt, Eva Neri Rubim Pedro, Silvana da Silva Cruz, Larissa Edom Bandeira

Resumo


Trata-se de revisão integrativa com o objetivo de analisar as estratégias, os incidentes de segurança e a etapa do processo medicamentoso para prevenção de eventos adversos na pediatria. Realizou-se a coleta entre novembro/2015 e fevereiro/2017, nas bases: Literatura Latino-Americana em Ciências de Saúde, Cumulative Index of Nursing and Allied Health Literature, U.S. National Library of Medicine e Web of Science. Utilizaram-se os descritores: erros de medicação, segurança do paciente e criança. Foram selecionados 27 artigos, publicados entre 2004 e 2016. A etapa do processo medicamentoso mais pesquisada foi a prescrição médica. As taxas de incidentes de segurança variaram entre 0,91% e 54%, não sendo identificada padronização metodológica nos estudos. As estratégias de prevenção relatadas foram: uso da prescrição médica eletrônica, simulação clínica, protocolo de doses, e notificações de incidentes. É importante que a identificação de riscos e o planejamento das estratégias de prevenção subsidiem a análise global do processo medicamentoso.

Palavras-chave


Segurança do paciente; Erros de medicação; Criança; Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i1.45132 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133