Open Journal Systems

TEORIA DE DOROTHY JOHNSON E A CLASSIFICAÇÃO DIAGNÓSTICA DA NANDA: UM MODELO PARA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

Maria Bettina Camargo Bub, Silvana Alves Benedet

Resumo


Este estudo apresenta um marco conceitual e o processo de enfermagem fundamentados na Teoria do Homem como Sistema Comportamental de Dorothy Johnson e na Classificação Diagnostica da North American Nursing Diagnosis Association-NANDA o qual foi construído para ser desenvolvido junto a pacientes adultos internados em Unidade de Terapia Intensiva-UTI. O marco conceitual é constituído pelos conceitos de ser humano, estabilidade/instabilidade, ambiente e enfermagem. O processo de enfermagem é composto pelas etapas: levantamento de dados, diagnóstico, intervenção e avaliação de enfermagem.

Palavras-chave


Diagnóstico de enfermagem; Unidades de terapia intensiva.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v1i1.44953