TENDÊNCIA DAS INTERNAÇÕES POR DIABETES MELLITUS E HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA EM IDOSOS

Paula Cristina Gerhardt, Ana Carla Borghi, Carlos Alexandre Molena Fernandes, Thais Aidar de Freitas Mathias, Lígia Carreira

Resumo


Objetivou-se analisar a tendência temporal das internações por hipertensão arterial e diabetes entre idosos residentes no Estado do Paraná, no período de 2001 a 2013. Estudo ecológico, de séries temporais com dados secundários do Sistema de Informação do Sistema Único de Saúde, referentes às taxas de hospitalizações por hipertensão e diabetes em idosos, coletados em abril de 2014 e analisados segundo estatística descritiva e regressão polinomial. Foram registradas 59.481 internações por diabetes e 39.637 por hipertensão. A tendência de internação por diabetes foi crescente para homens (r2=0,85; p<0,001), nas faixas etárias de 60 a 69 e maiores de 80 anos (r2=0,66; p<0,042 e r2=0,69; p<0,002 respectivamente). Para hipertensão, a tendência foi decrescente entre mulheres e homens (r2=0,91; p<0,001 e r2=0,82; p<0,001 respectivamente). Os resultados mostraram-se similares a outros estudos, reforçando a necessidade do uso de sistemas de informação como fonte no planejamento das ações em saúde voltadas a população idosa.

Palavras-chave


Idoso; Doença crônica; Hospitalização; Hipertensão; Diabetes Mellitus.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i4.44912 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133