MODELO CALGARY NA AVALIAÇÃOESTRUTURAL, DESENVOLVIMENTAL E FUNCIONALDA FAMÍLIA DE MULHERES MASTECTOMIZADAS APÓS CÂNCER DE MAMA

Patrícia Peres de Oliveira, Lorena Nogueira Maia, Mariella de Souza Resende, Rúbia Sousa Macedo, Andrea Bezerra Rodrigues, Maria Isis Freire de Aguiar

Resumo


Objetivou-se avaliar a estrutura, o desenvolvimento e a funcionalidade da família de mulheres com câncer de mama submetidas à mastectomia. Trata-se de um estudo qualitativo em que foi utilizado como referencial teórico o Modelo Calgary de avaliação familiar e como estratégia metodológica o estudo de caso. Os dados foram coletados junto a duas famílias, no período de maio a setembro de 2014, por meio de instrumento pré-elaborado. Verificou-se que uma família era nuclear, formada pelo casal e suas três filhas, a outra família era estendida, constituída por duas irmãs, ambas mastectomizadas e seus respectivos filhos. A aplicação do modelo de avaliação familiar permitiu conhecer aspectos relacionados à estrutura, ao funcionamento e ao desenvolvimento das duas famílias, que interferem, dificultam ou favorecem o desenvolvimento do cuidado no cotidiano. Conclui-se que este estudo possibilitou a realização da abordagem familiar que pode interferir, dificultar ou favorecer o desenvolvimento do cuidado no dia-a-dia.


Palavras-chave


Família; Neoplasias; Enfermagem; Saúde da mulher.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i4.41527 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536