RISCO DE QUEDAS EM PACIENTES NO PERÍODO PÓS-OPERATÓRIO

Allyne Fortes Vitor, Laísla Alves Moura, Ana Paula Nunes de Lima Fernandes, Fabiane Rocha Botarelli, Jéssica Naiara de Medeiros Araújo, Ingrid Caroline da Costa Vitorino

Resumo


O estudo objetivou identificar o diagnóstico de enfermagem Risco de quedas em pacientes no período
pós-operatório, internados em um hospital universitário e os principais fatores de risco nesta clientela. Tratase de um estudo descritivo e transversal de caráter quantitativo. Dados coletados de outubro a dezembro de
2012, por meio de roteiro estruturado para investigar os dados sociodemográficos e clínicos. Dos 80 pacientes
investigados, 86,25% apresentaram o Diagnóstico de Enfermagem Risco de quedas. Os fatores de risco que
mais se destacaram foram: história de quedas, condições pós-operatórias, uso de narcóticos e/ou opiáceos
e uso de anti-hipertensivos. Diante da diversidade de fatores de risco, encontrados em pacientes no período
pós-operatório, torna-se imperativo a identificação precoce desses por profissionais de saúde, a fim de propor
ações preventivas e eficazes que suprimam ou minimizem tais riscos.


Palavras-chave


Enfermagem; Acidentes por quedas; Diagnóstico de enfermagem; Enfermagem perioperatória.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i1.38509 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133