HOSPITALIZAÇÃO DE CRIANÇAS POR CONDIÇÕES SENSÍVEIS À ATENÇÃO PRIMÁRIA

Ingrid Leticia Fernandes dos Santos, Maria Aparecida Munhoz Gaíva, Simone Mourão Abud, Silvana Margarida Benevides Ferreira

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo caracterizar as hospitalizações de crianças menores de cinco anos
por condições sensíveis à atenção primária, em Cuiabá, Mato Grosso, entre 2007 e 2011. Estudo descritivo
dos registros das hospitalizações obtidas do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde,
analisadas por sexo, faixa etária, causas e ano. Registraram-se 16.156 hospitalizações. Dessas, 6.258 (38,7%) foram
por condições sensíveis à atenção primária, com maior número em crianças de um a quatro anos (3.697). As
principais causas foram pneumonias bacterianas, doenças pulmonares, gastroenterites infecciosas e complicações.
Os coeficientes de hospitalizações permaneceram estáveis no período estudado, com discreta redução nos
anos de 2010 e 2011. Embora tenha ocorrido redução do coeficiente de hospitalizações por condições sensíveis
à atenção primária, os resultados podem indicar deficiência na qualidade da atenção no município estudado.


Palavras-chave


Hospitalização; Saúde da criança; Atenção primária à saúde; Indicadores de qualidade em assistência à saúde; Epidemiologia descritiva.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i1.37586 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536