FATORES DE (IN)SATISFAÇÃO NO TRABALHO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM EM UTI PEDIÁTRICA

Pâmela Pol, Lidia Dalgallo Zarpellon, Graciele Matia

Resumo


Estudo utilizou abordagem qualitativa do tipo exploratório-descritivo e teve como objetivos investigar os
fatores que contribuem para a satisfação e para a insatisfação no trabalho da equipe de enfermagem em Unidade de Terapia
Pediátrica e propor estratégias de abordagem que favoreçam a satisfação em seu trabalho, segundo a percepção dos próprios
membros da equipe. A coleta de dados foi realizada com 18 profissionais atuantes em UTI Pediátrica de dois hospitais do
município de Curitiba-Paraná, de fevereiro a maio de 2011, utilizando-se a entrevista semiestruturada. Os resultados foram
analisados utilizando a técnica de análise de conteúdo e mostram a percepção da complexidade que envolve ser profissional de
enfermagem atuante em terapia intensiva, apontando e levando à reflexão sobre a relação dialógica entre cuidar e ser cuidado.


Palavras-chave


Equipe de enfermagem; Unidades de terapia intensiva pediátrica; Satisfação no emprego; Motivação; Papel do profissional de enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v19i1.35958 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133