POSSÍVEIS INDICADORES DA ASSISTÊNCIA OBSTÉTRICA A PARTURIENTE EM UMA MATERNIDADE ESCOLA

Mariana da Silva de Figueiredo, Dayanne Kallyne Morais de Araújo Oliveira, Natália Raiane Silva Vieira, Rejane Marie Barbosa Davim, Richardson Augusto Rosendo da Silva

Resumo


Trata-se de uma pesquisa quantitativa descritiva realizada em uma maternidade escola do Município de Natal,
Rio Grande do Norte e teve como objetivo caracterizar a assistência obstétrica à parturiente através dos indicadores tipo de
parto, presença do acompanhante durante o trabalho de parto, presença do acompanhante na sala de parto, amamentação
em sala de parto, encaminhamento ao alojamento conjunto, acolhimento, privacidade e estrutura física. A amostra constou
de 351 mulheres em 12 horas pós-parto e a pesquisa foi aprovada e respeitou preceitos éticos. Como resultado verificou-se
que a maioria das parturientes era jovem, entre 20 e 30 anos (56%), predominância de partos cesarianos (65%) e ausência
de acompanhantes em sala de parto (76%). Conclui-se que é necessária atender à legislação específica, oferecendo atenção
integral à saúde da mulher, privacidade, conforto, acolhimento, escuta ativa e resolutiva.


Palavras-chave


Qualidade da assistência à saúde; Parto obstétrico; Assistência ao parto; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i4.34928 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536