ENFERMEIRAS NO RITO DE PASSAGEM DE GETÚLIO DOS SANTOS (1929)

Simone Aguiar, Tainara Veraldo, Claudia Cruz, Sandra Goulart, Fernando Porto

Resumo


Estudo de perspectiva na micro história teve por objetivo discutir o rito de passagem do Diretor da Escola
Prática de Enfermeiras da Cruz Vermelha Brasileira – Órgão Central – Rio de Janeiro, Getúlio dos Santos, em 1929. O
método utilizado foi da microanálise, por meio de duas imagens e sua legenda sobre o momento do rito de passagem
de Getúlio dos Santos veiculadas na página da Revista da Semana. O resultado da análise ocorreu mediante aplicação
de uma matriz de análise com base na semiótica nos planos de expressão e conteúdo, evidenciando a presença de
enfermeiras uniformizadas ao ter atitude de zelo e desvelo diante do corpo morto. A conclusão apontou para mais um
elemento simbólico que contribuiu para o entendimento da construção da imagem pública da enfermeira com reflexo
para a identidade profissional.


Palavras-chave


Enfermagem; História da enfermagem; Morte.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i3.33566 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536