INTERNAÇÃO EM UMA UNIDADE DE EMERGÊNCIA HOSPITALAR: VIVÊNCIA

Lívia Moreira Barros, Thiago Moura de Araújo, Maria Fabiana de Sena Neri, Enedina Soares, Joselany Áfio Caetano

Resumo


Objetivou-se descrever a vivência de familiares de pacientes atendidos em uma Unidade de Emergência de Fortaleza-Ceará acerca de sua colaboração nas atividades e dificuldades vivenciadas. Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, foi desenvolvido com 34 familiares acompanhantes de pacientes que se encontravam em observação. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com roteiro semiestruturado no período de outubro e novembro de 2010 e a análise foi feita de acordo com a temática de conteúdo. Os resultados denotam déficit de aprendizagem e de informações acerca do diagnóstico, tratamento e cuidados prestados ao paciente. As dificuldades vivenciadas referiram-se à comunicação, infraestrutura, privacidade e poluição sonora. Acredita-se que a equipe interdisciplinar e os dirigentes possam sanar as dificuldades por meio de ações administrativas, organizacionais e educativas. 

Palavras-chave


Serviço hospitalar de emergência; Enfermagem em emergência; Cuidadores; Família.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i2.32583 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536