A SAÚDE DO TRABALHADOR NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM

Maria de Lourdes Custódio Duarte, Joice Carvalho Avelhaneda, Rodrigo Ritter Parcianello

Resumo


O estudo objetivou analisar a percepção da equipe de enfermagem sobre a saúde do trabalhador de Estratégia Saúde da Família do sul do Brasil. Foram entrevistados todos os profissionais da equipe de enfermagem, totalizando seis trabalhadores. Os dados foram analisados seguindo os passos da análise temática e emergiram duas categorias: Questões que afetam a saúde da equipe de enfermagem e Sugestões da equipe de enfermagem para melhoria da saúde do trabalhador. Na primeira categoria foram evidenciados sobrecarga de trabalho, estrutura física, questão financeira, segurança, e sofrimento mental e físico. Os elementos que compõem a segunda categoria são a criação de um local para descanso e de grupos terapêuticos, além da necessidade de reconhecimento do trabalho. Conclui-se que a saúde dos trabalhadores deve ser pauta de reuniões com os gestores, visando melhorias das condições laborais que repercutem na saúde do trabalhador e, consequentemente, na qualidade da assistência prestada à população. 

Palavras-chave


Enfermagem do trabalho; Saúde do trabalhador; Prevenção primária; Programa Saúde da Família.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i2.32582 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133