CONCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO PSICOSSOCIAL SOBRE INCLUSÃO SOCIAL

Elisângela Braga de Azevedo, Rafael Nicolau Carvalho, Renata Cavalcanti Cordeiro, Camilla de Sena Guerra, Lawrencita Limeira Espinola, Maria de Oliveira Ferreira Filha

Resumo


Objetivou-se conhecer a concepção sobre Inclusão Social dos profissionais que atuam na atenção psicossocial de Campina Grande – Paraíba. Trata-se de uma pesquisa descritiva-interpretativa e qualitativa, realizada entre junho e julho de 2010 com 19 profissionais. Para a produção do material empírico utilizou-se entrevista semiestruturada e análise de conteúdo como técnica de análise. Percebeu-se que os profissionais apresentam uma concepção sobre Inclusão Social associada ao paradigma da reabilitação/reinserção demonstrando que os usuários precisam ser resgatados e reinseridos no convívio com a comunidade e com os grupos sociais para serem reconhecidos como cidadãos. Os participantes fazem mensão à inclusão social como uma possibilidade de acesso/acessibilidade nos ambientes sociais imprimindo, em suas falas, a necessidade de inclusão desses em experiências educacionais, lazer e compras, entre outros. Os profissionais cumprem seu papel no contexto da Reforma Psiquiátrica, promovendo saúde mental a partir da inserção social. 

Palavras-chave


Saúde mental; Serviços de saúde mental; Profissional da saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i2.32578 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536