CUIDADO A PESSOAS COM TRANSTORNO MENTAL E FAMILIARES: DIAGNÓSTICOS E INTERVENÇÕES A PARTIR DA CONSULTA DE ENFERMAGEM

Tatiana Brusamarello, Fernanda Carolina Capistrano, Vânia Carvalho de Oliveira, Nen Nalú Alves das Mercês, Mariluci Alves Maftum

Resumo


Estudo documental retrospectivo descritivo cujo objetivo foi descrever os diagnósticos e intervenções de enfermagem elaborados durante a consulta de enfermagem a pessoas com transtorno mental e familiares em um projeto de extensão universitária no ano de 2010. Foi utilizado um roteiro sistematizado que indicou maior frequência dos diagnósticos: enfretamento familiar comprometido, atividades de recreação deficientes, risco para vínculo pais e filhos prejudicado, interação social prejudicada, padrão de sono prejudicado, sofrimento moral, memória prejudicada, processo do pensamento perturbado, comportamento de saúde propenso a risco, nutrição desequilibrada e desesperança. As intervenções de enfermagem foram desenvolvidas de acordo com cada diagnóstico, direcionadas para a educação em saúde e apoio emocional. Concluiu-se pela relevância da aplicação de diagnósticos e intervenções de enfermagem à pessoas com transtornos mentais e familiares, uma vez que estas intervenções proporcionam ao enfermeiro um cuidado direcionado, fundamentado na qualidade e na excelência. 

Palavras-chave


Enfermagem; Saúde mental; Processos de enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i2.32574 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536