HIPODERMÓCLISE EM PACIENTES ONCOLÓGICOS SOB CUIDADOS PALIATIVOS

Eveline Treméa Justino, Fernanda Spiel Tuoto, Luciana Puchalski Kalinke, Maria Fátima Mantovani

Resumo


Trata-se de estudo descritivo, quantitativo e prospectivo com objetivo de descrever a experiência da utilização da hipodermóclise em pacientes sob cuidados paliativos e tratamento da dor, em hospital de referência em oncologia do Paraná. Foram acompanhados 16 participantes de novembro de 2008 a setembro de 2009, a coleta de dados foi realizada por meio de um instrumento estruturado e o acompanhamento aconteceu até a interrupção da utilização da hipodermóclise. A proporção de utilização da hipodermóclise entre os pacientes foi de 0,02%, sendo mais comumente desenvolvida no ambulatório desta especialidade. A principal indicação foi o estágio avançado da doença (56,25%) e o fármaco mais utilizado foi a morfina (93,75%), a hipodermóclise foi usada em 31,25% dos pacientes como via de hidratação. A utilização desta via alternativa para administração de fluidos em cuidados paliativos no hospital em questão é baixa, a adoção de protocolo padrão e divulgação podem contribuir para seu uso.

Palavras-chave


Enfermagem oncológica; Cuidados paliativos; Vias de administração de medicamentos; Saúde do adulto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i1.31307 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133