PERCEPÇÕES DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE SOBRE SUA ATUAÇÃO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMILIA

Daíla Timbó Oliveira, Paulo Jorge de Oliveira Ferreira, Larissa Bento de Araújo Mendonça, Helenir da Silva Oliveira

Resumo


O estudo teve por objetivo descrever a percepção de Agentes Comunitários de Saúde acerca do seu processo de trabalho na Estratégia Saúde da Família. Trata-se de pesquisa exploratório-descritiva de abordagem qualitativa na qual participaram oito sujeitos, um de cada unidade com Estratégia Saúde da Família do Município de Quixadá - Ceará. Os dados foram coletados em 2011 por meio de entrevista; os depoimentos foram submetidos à leitura exaustiva e à análise de conteúdo de Bardin, dos quais emergiram seis categorias. Identificou-se a existência de relação positiva entre os Agentes Comunitários de Saúde e os enfermeiros das unidades e que a falta de insumos geram entraves ao desempenho adequado das atividades desses trabalhadores. É fundamental que o enfermeiro tenha sensibilidade para identificar as dificuldades apresentadas pelos agentes no que diz respeito ao seu cotidiano de trabalho.

Palavras-chave


Enfermagem; Saúde da família; Atenção primária à saúde; Auxiliares de saúde comunitária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v17i1.26386 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133