PERFIL DOS PACIENTES ATENDIDOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA AO TRAUMA EM CURITIBA: IMPLICAÇÕES PARA A ENFERMAGEM

Priscila Franco Di Credo, Jorge Vinícius Cestari Felix

Resumo


Objetivou-se conhecer a epidemiologia do trauma na realidade local, identificando o perfil dos pacientes, mecanismos de trauma, tempo de internação e desfecho. A pesquisa foi realizada em hospital de referência em trauma tendo como base os prontuários dos pacientes atendidos entre janeiro e junho de 2009. Os dados de interesse foram registrados em instrumento estruturado e elaborado para o estudo e analisados com auxílio de estatística descritiva. Verificou-se um perfil de homens jovens vítimas de acidentes de trânsito; em média os pacientes permaneceram internados no serviço de emergência por 54 horas, 57% foram internados e desses 7% morreram. Mediante os dados sugere-se investimento em políticas públicas para a prevenção e redução de acidentes de trânsito e melhorias na organização dos serviços de saúde para que vítimas de trauma tenham garantido, quando indicado, hospitalização em unidade de internamento e não permaneçam longo período na unidade de emergência à espera de vaga.

Palavras-chave


Serviços médicos de emergência; Trauma; Humanização da assistência; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v17i1.26385 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133