CARACTERIZAÇÃO DE USUÁRIOS HIPERTENSOS E ADESÃO AO TRATAMENTO EM UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Bruno Henrique dos Santos Alves, Monalisa Abila Prado, Nadielly Codonho Góes, Lúcia Marinilza Beccaria, Claudia Bernardi Cesarino

Resumo


Este estudo caracterizou o perfil sociodemográfico de 100 usuários hipertensos, entre 500 cadastrados em Unidades de Saúde da Família e identificou fatores associados ao abandono do tratamento. Os dados foram coletados entre julho e outubro de 2011 por meio de visita domiciliar, agrupados em planilha do programa Microsoft Office Excel 2007 e analisados utilizado estatística descritiva e aplicação do teste qui-quadrado. Majoritariamente os hipertensos eram mulheres entre 50 e 69 anos com sobrepeso. Verificou-se que a maioria dos usuários não abandonou o tratamento, mas o realizava em local diverso da unidade. Os motivos relacionados ao abandono ou seguimento inadequado foram a realização do tratamento com cardiologista em outros serviços de saúde, dificuldade de acesso à unidade de saúde e considerar desnecessário o tratamento. Ressalta-se a importância de identificar os motivos para o abandono do tratamento e seu seguimento na unidade de origem para implantação de intervenção.

Palavras-chave


Conhecimentos, atitudes e prática em saúde; Tratamento; Hipertensão; Saúde da família

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v17i1.26380 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133