CONHECIMENTO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM DE UM SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL SOBRE PRECAUÇÃO PADRÃO

Isabel Karolyne Fernandes Costa, Glaucea Maciel de Farias, Allyne Karlla Cunha Gurgel, Karolina de Moura Manso da Rocha, Mirna Cristina da Silva Freitas, Amanda Alves Miranda De Souza

Resumo


Estudo exploratório descritivo teve por objetivo identificar o conhecimento de profissionais de enfermagem do Serviço Municipal de Urgências da região metropolitana de Natal-Rio Grande do Norte sobre Precauções Padrão. Os dados foram coletados por meio de instrumento estruturado, no período de novembro a dezembro de 2010, organizados e analisados com auxílio do software Statistica 6.0 e Miccrosoft-Excel XP. Dentre os 66 pesquisados, 16,67% eram enfermeiros e 83,33%, técnicos em enfermagem, com predomínio de mulheres entre 41 a 50 anos. A maioria sem formação complementar e com atuação no serviço de emergência entre um e quatro anos; 66,67% responderam incorretamente quando questionados sobre a importância das Precauções Padrão. Torna-se importante difundir os princípios das Precauções Padrão considerando que devem nortear a prática profissional, contribuem para a segurança e evitam lesões e sequelas decorrentes da exposição ocupacional a material biológico.

Palavras-chave


Enfermagem; Riscos ocupacionais; Assistência pré-hospitalar

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v17i1.26379 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133