PERFIL SOCIOECONÔMICO, DEMOGRÁFICO E DE TRABALHO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

Mônica Motta Lino, Gabriela Marcellino de Melo Lanzoni, Gelson Luiz de Albuquerque, Mariana Cabral Schveitzer

Resumo


Estudo transversal e exploratório teve por objetivo caracterizar o perfil socioeconômico, demográfico e de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde de Florianópolis – Santa Catarina. Participou do estudo a população de 470 agentes, cujos dados foram coletados por instrumento estruturado e auto-aplicável. Identificou-se que os sujeitos possuem as seguintes características majoritariamente: mulher, branca, adulta jovem, casada, católica, com ensino médio completo, cuja ocupação prévia era exercida no comércio, natural e moradora da capital, mãe de um a dois filhos, cuja renda familiar mensal per capita média é de três salários mínimos e que atua na mesma equipe de saúde há cinco anos. Conclui-se que é possível vislumbrar as fortalezas e fragilidades deste grupo de trabalhadores para o melhor aproveitamento de seu potencial e melhorias no processo de trabalho, em busca da permanente qualificação das ações do Sistema Único de Saúde.

Palavras-chave


Atenção primária à saúde; Programa saúde da família; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v17i1.26375 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133