Open Journal Systems

MORTALIDADE PERINATAL: UMA ANÁLISE COM ENFOQUE NA EVITABITABILIDADE

Jorge Otávio Maia Barreto, Inez Sampaio Nery, Yluska Myrna Meneses Brandão e Mendes

Resumo


O estudo analisa a evitabilidade dos óbitos perinatais de Piripiri, Estado do Piauí, ocorridos em 2008 e sua importância para a composição da mortalidade infantil. Foram utilizados dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade e do Sistema de Informação de Nascidos Vivos do Ministério da Saúde para a determinação dos coeficientes de mortalidade infantil, e analisadas as Declarações de Óbito e as fichas de investigação dos óbitos perinatais. Procedeu-se à classificação segundo os critérios de evitabilidade de Wigglesworth que tem como parâmetros o momento do óbito, o peso ao nascer e a causa básica. Concluiu-se que, apesar do baixo Coeficiente de Mortalidade Infantil observado, a mortalidade perinatal ainda representa um desafio à redução da mortalidade infantil no município, verificando-se que 61,9% dos óbitos perinatais analisados apresentaram-se como evitáveis, suscitando a necessidade de ações de melhoria na atenção pré-natal, manejo obstétrico e atendimento ao neonato.

Palavras-chave


Infant mortality; Perinatal mortality; Death certificate; Causes of death.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v16i1.21117