VISÃO DE MULHERES QUE EXPERIENCIARAM O ALEITAMENTO MATERNO APÓS IMPLANTE DE PRÓTESE MAMÁRIA

Leda Maria Belentani, Cátia Millene Dell Agnolo, Sueli Mutsumi Tsukuda Ichisato, Maria Angélica Pagliarini Waidman, Sandra Marisa Pelloso

Resumo


Pesquisa descritivo com abordagem qualitativa com o objetivo de verificar se a prótese mamária exerceu influência sobre a amamentação, segundo a visão das mulheres que o experienciaram tal situação. Os sujeitos da pesquisa foram quatro mulheres com prótese mamária que tiveram filho após a cirurgia de aumento mamário e foram atendidas no Banco de Leite Humano do Hospital Universitário de Maringá, entre 2005 a 2007. Das entrevistas emergiram três unidades temáticas: prótese e amamentação; confiança no cirurgião; e problemas na amamentação. Nenhuma participante associou o fato de possuir prótese com problemas na amamentação e apenas uma associou a mastite com a mastopexia realizada juntamente com o implante de prótese. Todas procuraram o Banco de Leite Humano para solucionar problemas comuns entre mulheres que amamentam, com ou sem intervenção cirúrgica prévia. Concluímos que, provavelmente, o implante de prótese mamária não exerceu influência negativa na amamentação.


Palavras-chave


Aleitamento materno; Implante mamário; Lactação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v16i2.20429 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133