O PAPEL DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO SEXUAL DE ADOLESCENTES

Marília Lima de Holanda, Mirna Albuquerque Frota, Maria de Fátima Antero Sousa Machado, Neiva Francenely Cunha Vieira

Resumo


Estudo qualitativo com o objetivo de conhecer a percepção do professor como educador de adolescentes em relação a sexo/sexualidade. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada e analisados conforme análise de conteúdo de Bardin, emergindo as categorias: “sexualidade na escola: percepções e práticas do professor”; “fatores que dificultam a educação sexual na escola”; e “parceria família e escola para o desenvolvimento da educação sexual na escola”. Os resultados revelaram que alguns professores se percebem importantes na educação sexual de alunos; porém, outros transferem-na para outras instituições. Conclui-se que a escola é local privilegiado para a educação sexual de adolescentes; entretanto, os professores encontram desafios para desenvolver esta atividade.

Palavras-chave


Saúde escolar; Promoção da saúde; Educação sexual

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v15i4.20371 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133