A CONCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS ACERCA DO PROJETO TERAPÊUTICO DE CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL - CAPS

Luciane Prado Kantorski, Valquiria de Lourdes Machado Bielemann, Bianca Neme Clasen, Maria Angélica Silveira Padilha, Maria Emilia Nunes Bueno, Rita Maria Heck

Resumo


Estratégias de intervenção nos Centros de Atenção Psicossocial são planejadas e têm objetivos estabelecidos por meio do projeto terapêutico do serviço. O presente trabalho visa identificar a concepção dos profissionais de um Centro de Atenção Psicossocial da Região Sul do Brasil acerca do projeto terapêutico. Trata-se de estudo descritivo de abordagem qualitativa em que se aplicou entrevistas semiestruturadas a 21 trabalhadores, no período de julho a dezembro de 2006. Os resultados foram analisados em duas unidades temáticas: Projeto Terapêutico com Vistas à Integralidade do Cuidado e Projeto Terapêutico com Vistas à Autonomia. O projeto terapêutico, na concepção dos profissionais, é um importante mecanismo para a reabilitação do portador de sofrimento psíquico, sendo uma possibilidade para o desenvolvimento do cuidado integral, favorecendo a aquisição da autonomia e o restabelecimento da inclusão social. Conclui-se que o projeto terapêutico, operacionalizado através dos planos terapêuticos singulares, é uma referência no planejamento do cuidado integral.

Palavras-chave


Saúde mental; Políticas de saúde; Avaliação; Reabilitação; Autonomia pessoal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v15i4.20362 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133