ATUAÇÃO DA ENFERMEIRA EM COMITÊ TRANSFUSIONAL

Leomar Albini, Liliana Maria Labronici, Maria Ribeiro Lacerda

Resumo


Este relato tem como objetivo apresentar a experiência da enfermeira em um Comitê Transfusional em instituição pública de ensino. Toda transfusão sanguínea traz riscos ao receptor. A formação de Comitê Transfusional é fundamental e, integrante neste processo, se destaca a atuação da enfermeira no planejamento, implementação e avaliação de ações direcionadas à terapia transfusional segura. O resultado da atuação desta profissional está na construção de um comitê com bases sólidas, reconhecido internamente, servindo de modelo para outras instituições e, principalmente, na diminuição das intercorrências transfusionais.

Palavras-chave


Enfermagem; Sangue; Sistema de Vigilância Sanitária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v15i3.18904 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536