CONVIVENDO COM UMA OSTOMIA: CONHECENDO PARA MELHOR CUIDAR

Dóris Helena Ribeiro Farias, Giovana Calcagno Gomes, Sueli Zappas

Resumo


Trata-se de um estudo descritivo que objetiva identificar as alterações causadas por uma ostomia no viver de seus portadores. Foram realizadas entrevistas com oito ostomizados de uma cidade do Rio Grande do Sul. A resolução 196/96 foi seguida. Os dados foram analisados pela técnica de Análise de Conteúdo. Verificamos que estes pacientes têm sua perspectiva de vida alterada, precisam adaptar-se ao uso de equipamentos, sentem medo da nova situação, têm sua imagem corporal desfeita, sua auto-estima diminuída e sua sexualidade comprometida, perdem o controle sobre o corpo e sentem-se estigmatizados. Algumas pessoas afastam-se do seu convívio enquanto outras se fazem mais presentes como forma de apoio. Verificamos que são complexas as alterações causadas pela ostomização e que a compreensão destas pelo enfermeiro tornam-se importantes no sentido de propiciar o planejamento de um cuidado mais efetivo, humano e de qualidade.

Living with an ostomy: knowing for better caring

Abstract

This is a descriptive study aiming to identify the changes caused by ostomy in ostomates daily lives. Complying with 196/96 resolution, eight ostomates were interviewed in a city in Rio Grande do Sul State/Brazil. Data were analyzed by the technique of Content Analysis. It was verified that these patients life perspective has changed. They need to adapt to the use of the equipment, so they fear the new situation. They have their self-image disrupted, their self-esteem diminished and their sexuality hindered; they lose control over their body and they feel stigmatized. Some people from their relations turn their back to them while others stand by them even more than they used to. It was evidenced that changes caused by ostomy are very complex, and it is important for nurses to understand them in order to provide a more effective, humanized and qualified care planning.


Palavras-chave


Ostomia; Autocuidado; Enfermagem; Ostomy; Self-care; Nursing.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v9i1.1702 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133