O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA NO ESTADO DE MATO GROSSO, BRASIL: PERSPECTIVA DE ATORES SOCIAIS DA GESTÃO ESTADUAL

Maria Aparecida Munhoz Gaíva, Ana Maria Nunes da Silva

Resumo


A implantação do Programa Saúde da Família vem se configurando como a principal estratégia na organização

da Atenção Básica, no Sistema Único de Saúde. O PSF foi criado em 1994 pelo Ministério da Saúde, vinculado ao processo

de descentralização político-administrativa do setor. O presente estudo objetivou-se contextualizar o processo de implantação

do PSF no Estado de Mato Grosso, Brasil, a partir de análise documental e perspectiva de atores-chave da gestão estadual,

envolvidos no processo de implantação das primeiras equipes, através de entrevistas semi-estruturadas. Conclui-se que

a adoção do Programa Saúde da Família foi facilitada pelo avanço do processo de descentralização em curso no país e pela

priorização política conferida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-MT). Destaca-se a dificuldade de interiorização dos

profissionais de saúde que ainda é um dos grandes entraves para a consolidação da proposta.


Palavras-chave


Saúde da família; Avaliação de programas e projetos de saúde; Atenção primária à saúde=pt; Family health; Assessment of health programs and projects; Primary health care=en; Salud de la familia; Evaluación de programas y proyectos de salud=es

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v13i4.13119 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133